A vida é uma densa nuvem de 

fumaça, que se esvai ao soprar

da mais tênue brisa.

                 

A morte é a prova incontestá-

vel e mais contundente da in-

significância do ser. 

           ***

Foi no passado que construí

o meu presente. Como 

esquecê-lo?

GÉRSON de A. Matos

 

 



Total de visitas: 17243
Atualidades XV
Atualidades XV

Comentário sobre o pronunciamento de Lula na Internet no dia 30 de dezembro de 2016 em vídeo de Ricardo Stuckert.

 

"Elementar, meu caro Lula". Mas eles sabem de tudo isto que você falou. Só que não é interessante para eles. O que interessa a essa direita (que de direita só tem o nome) é justamente ver a maior parte da população na miséria. Eles vivem da miséria do povo. Eles não querem trabalhadores com direitos. Eles não querem viver sem escravos para servi-los. Eles não querem combate à corrupção.

Lembra-se da era FHC? A corrupção campeava em todos os partidos políticos e em todos os setores da atividade econômica, e ninguém se incomodava com ela. A era Temer não vai ser diferente. Que se pode esperar de um governo ilegítimo que conspirou abertamente contra a legítima mandatária do país e usurpou o poder? Que se pode esperar de um Congresso Nacional degenerado, e de um Supremo Tribunal Federal maniatado por razões no mínimo duvidosas?

O desenvolvimento econômico democratiza o direito da maior parte da população de um país. E, no Brasil, com exceção do seu governo e do governo de Getúlio Vargas, todos os demais não se preocuparam com o desenvolvimento. Sempre se interessaram pelo crescimento econômico e pelo aumento da desigualdade social. Ainda assim, não conseguiram um crescimento pelo menos satisfatório. Qualquer pessoa que saiba ler e entender o que leu (não precisa ser economista) sabe que sem consumo não há crescimento nem desenvolvimento econômico. Qualquer pessoa que saiba ler e entender o que leu sabe que sem emprego não há distribuição de renda; e sem distribuição de renda, não há consumo. Mas, para que haja consumo é necessário que haja produção. E para que haja produção é necessário que haja emprego, o que gera pagamento de salários e de impostos diretos e indiretos. É o ciclo virtuoso da economia que gera riqueza, que deve ser distribuída de maneira justa entre aqueles que a produzem. Mais elementar do que isto, só desenhando.

Os governantes dos países que o senhor citou agem dessa maneira. Nesses países, entretanto, os governos primam pela sobriedade e não pela opulência. Nesses países, os governos respeitam e tratam com dignidade a sua população. Aqui no Brasil eles preferem o esbanjamento, o desperdício, e tratam os brasileiros dos dois terços inferiores da pirâmide social com escárnio, como se eles fossem verdadeiros idiotas. E parece que eles têm alguma razão, pois, mesmo tratando-os dessa maneira, eles são ovacionados, principalmente pela maioria daqueles que se encontram no segundo terço superior da pirâmide. Por essas e por outras razões, meu caro Lula, é que podemos afirmar e confirmar: "o povo tem o governo que merece".

Salvador (BA), 13 de janeiro de 2017

Gérson de Araújo Matos

Um brasileiro insigne(ficante)

Gérson Matos

                      

Todos os dias, sob

todos os aspectos,

estou  cada  vez 

melhor.

            ***

Perdedor é aquele que

não sabe o que fazer

quando ganha; vencedor

é aquele que sabe o que

fazer quando perde.

 

Provérbio chinês 

topo